18 dicas para quem deseja encontrar o amor em 2018!

Gentche, a questão relacionamento anda me interessando too much ultimamente e quem acompanha a página do Suzanices no Facebook (@suzanices) já sabe que estou fazendo um experimento social que se transformará em uma matéria bacana e completinha sobre os apps de paquera e relacionamentos.

Eu sempre tive um pé atrás com apps de paquera. Logo quando o Tinder foi lançado me cadastrei e em 15 dias já tinha desinstalado o aplicativo. Achei uma chatice! Em relação aos sites de relacionamentos sempre achei que era besteira, mesmo conhecendo casos que deram certo na vida real. Pensava assim: se nem os caras que família ou amigos tentam me apresentar eu gosto, imagina um site querendo indicar alguém? Sou chata, exigente e não tenho o menor problema em ser solteira, livre, leve, solta e plena comigo mesma!

Enfim, após alguns questionamentos em um coaching e a leitura de algumas infos sobre os apps resolvi testar, mas a matéria de hoje é um esquenta ao tema aqui no blog.

Sem mais delongas, vamos as dicas de Airton Gontow, idealizador e diretor do site de relacionamento Coroa Metade, para quem quer encontrar a cara ou coroa metade neste ano através de sites de relacionamentos.

 

1 – Procure colocar fotos e preencher todo o seu perfil, assim como o perfil que você procura. Isso aumenta em cerca de dez vezes as chances de bons resultados;

2 – Seja verdadeiro em seu perfil. Quanto mais realista você for, mais atrairá pessoas que procuram por alguém como você. Mais que a quantidade de pessoas, importa a qualidade, de acordo com o que você deseja;

3 – Escolha, claro, fotos que mostram seus melhores ângulos, mas nunca, em hipótese alguma, fotos antigas que não revelam como você é hoje; (e eu complemento, nada de photoshopar demais ou colocar filtros irreais)

4 – Não deixe que a carência afetiva faça com que você se desvie do que você procura no site. É claro que o amor pode surpreender e não dá para ser completamente fechado em determinados perfis. Mas, por exemplo, se você não deseja, em hipótese alguma, namorar com uma pessoa que fume ou que more em outro estado, não gaste seu tempo conversando com pessoas com esse perfil ou, principalmente, marcando encontros, a não ser que sua busca seja por novos amigos. Como diretor do Coroa Metade, percebi que é uma balela aquela história de que as pessoas mais velhas sabem o que querem. Nunca sabemos realmente o que queremos! Mas uma das poucas vantagens da pessoa madura é ao menos saber o que não quer!

5 – Como em todas as situações da vida, preste atenção nos pequenos detalhes. Se a pessoa que está se interessando por você perguntar três vezes, ainda que em dias diferentes, qual é a sua profissão ou quantos filhos você tem, é um forte indício de que o interesse não é real ou que ela está flertando ao mesmo tempo com várias pessoas; se diz que é médica e, uma semana depois, conta que é advogada, fica claro que está mentindo….

6 – Quando marcar o primeiro encontro, faça sempre em um lugar público, como um shopping center. Não deixe a pessoa buscar você em casa. Vá por conta própria. Peça para alguém telefonar para você, e responda algo do tipo: “cheguei, sim está tudo bem. Estou aqui no Shopping Center tal…”, para deixar claro que seus amigos e parentes sabem que você foi encontrar uma pessoa que conheceu no site. Na hora de voltar, por mais simpática e atraente que a pessoa seja, retorne também por conta própria. A imensa maioria das pessoas tem boas intenções, mas é preciso tomar os mesmos procedimentos que você teria, por exemplo, em um barzinho, quando alguém olha para você e inicia uma conversa.

7 – Entre com o coração aberto e acredite que sempre é tempo para ser feliz. Mágoas e tristezas fazem parte da vida. Há milhões de pessoas em todo o mundo que se encontraram pela Internet e hoje são casadas e felizes. Ou seja: entre 100% de peito aberto. Mas também ingresse no site com a mente 100% atenta, lembrando de todas as dicas e de tudo o que você sonha e busca. Não há contradição alguma entre o sentir e o pensar, entre a paixão e a razão…

8 – Como dissemos há pouco, é preciso entrar com o peito aberto, mas também com a mente atenta. Em muitos lugares, como hotéis, restaurantes, bares, festas, navios, praias e até mesmo templos religiosos, você pode encontrar pessoas maravilhosas, boas e corretas, mas também há pessoas desonestas e aproveitadoras. O mesmo acontece na Internet, onde é ainda mais fácil criar um personagem fictício para conquistar e ludibriar;

9 – Existem normas de segurança. Leia essas regras. Sempre dão dicas e informações importantes. Uma fundamental: nunca, em hipótese alguma, envie dinheiro para a pessoa de quem você está se aproximando. E denuncie aos organizadores do site se alguém pedir dinheiro para você ou mesmo se tiver atitudes inconvenientes;

10 – Ainda neste tema, os motivos mais constantes alegados pelas pessoas desonestas para o pedido de dinheiro são: para o tratamento de doenças graves ou de contas hospitalares; para a liberação de passaportes, bagagens e entrada no país; para o pagamento das passagens para irem ao seu encontro; para pagar contas, inclusive de telefone, para continuar se comunicando com você e para a liberação de heranças (algumas vezes dizem que precisam se casar rapidamente para receber uma herança deixada por um parente distante). Veja, há também muitos outros ardilosos motivos. Esses são apenas os mais utilizados;

11 – Não dê seu e-mail, Facebook ou outros dados pessoais no início do relacionamento virtual. Como os golpistas sabem que podem ser rapidamente eliminados do site, fazem de tudo para conseguir essas informações logo de início, para depois permanecerem em contato. Muitas vezes pedirão seus dados já na primeira ou segunda vez que conversarem. Proteja suas redes sociais, já que nelas os golpistas podem encontrar informações importantes sobre sua vida, o que pode facilitar a ação. Os sites de namoro foram desenvolvidos para que você se comunique com segurança por dentro do site, sem que seja necessário enviar informações pessoais.

12 – Não mande fotos comprometedoras nem se exponha em vídeos. Estas imagens podem ser mais tarde utilizadas para extorsão.

13 – Como os golpistas agem ao mesmo tempo em vários países, preste atenção nas mensagens com muitos erros de português e palavras em outros idiomas, especialmente o inglês. Como essas pessoas utilizam softwares de tradução, muitas frases ficam repletas de erros ortográficos, de concordância ou mesmo sem nexo;

14 – Não são todos, mas uma boa parte dos golpistas virtuais dizem que são ligados à marinha, exército ou aeronáutica, nas mais variadas funções. Também costumam dizer que trabalham em áreas onde precisam viajar constantemente ou em lugares como plataformas de petróleo.

15 – Embora as vítimas preferenciais sejam as mulheres, não é verdade que apenas elas é que sofrem com os golpistas. Para atrair os homens, são colocadas fotos de mulheres extremamente bonitas, com perfis falsos.

16 – Diz um velho ditado que “o segundo casamento é o triunfo da esperança sobre a experiência”. Muitas, talvez a maioria das pessoas que frequentam o Coroa Metade e mesmo outros sites de relacionamento, acumularam tristezas, e em algum momento disseram que não iriam mais casar. Mas a esperança de encontrar alguém que realmente seja compatível fala mais alto. Em cinco anos, já são 54 casamentos realizados através do Coroa Metade. Isso sem contar as pessoas que casaram e saíram do site sem avisar o motivo;

17 – Uma das melhores formas para conhecer alguém é se tornar uma pessoa cada vez melhor. Leia bons livros, assista a bons filmes, acompanhe as notícias do Brasil e do mundo através de portais, jornais, revistas e bons programas de rádio e televisão, faça ações beneméritas e conviva com pessoas boas, que tenham o que dizer e que, mais que palavras, tenham atitude e se preocupem com os outros. Se você for uma pessoa mais completa, terá mais chances de só se interessar por pessoas com conteúdo e de atrair quem é realmente legal.

 

18 – O termo Relacionamento Virtual não é completamente correto. Afinal, o meio é que virtual! O site serve para aproximar as pessoas, mas o que continua importando é a hora do encontro real. O que vale é o olhar, o cheiro, o toque, o beijo, a energia. Não somos máquinas! Mesmo com toda a mecanização do mundo moderno, continuamos a ser, felizmente, absolutamente humanos. Humanos em busca de carinho e de amor!

O site Coroa Metade (www.coroametade.com.br), voltado para pessoas a partir dos 40 anos, chegou em cinco anos à marca de 315 mil cadastros e 54 casamentos realizados. O Coroa Metade foi criado pelo jornalista Airton Gontow com base na sua história pessoal e também nas histórias de amigos que estavam solteiros ou separados e vivenciaram as dificuldades para se encontrar pessoas para uma relação estável.

“Já temos 108 pessoas que saíram do site porque encontraram um parceiro ou parceira! Isso sem contar as pessoas que saíram do site e não disseram o motivo. É gratificante. Digo sempre que devo ser um caso raro de empresário, porque festejo a cada cliente que perco”, afirma Gontow.

O número de pessoas que acessam sites através de dispositivos móveis  ultrapassou o desktop, assim como tem acontecido em relação ao uso da Internet em praticamente todo o mundo.

“As pessoas teclam e conversam pelo mobile nas mesas, nos parques e mesmo caminhando na rua. Não querem esperar chegar em casa para se conectar. E o público maduro não é diferente disso”, diz Gontow, que acrescenta: “Nós do Coroa Metade nos beneficiamos desse movimento”.

Segundo o diretor do site, as expectativas com as novidades são as melhores possíveis. “De janeiro de 2016 ao final de 2017, onúmero de cadastros aumentou de 92 mil para 315 mil, mesmo em um período bem difícil para a economia do País”, afirma.

Gontow projeta um crescimento de 150% em 2018. “Recentemente lançamos nossos aplicativos para Android e iOS, o que traz ainda mais usuários para o site”, afirma, acrescentando que um dos grandes desafios do Coroa Metade é atrair um número maior de homens: “temos hoje 38% de homens e 62% de mulheres. Isso porque quando uma mulher gosta do site, ela conta para dez ou mais amigas. Já o homem não conta para ninguém. E não é por medo de concorrência, mas por temor sobre o que o amigo dirá. Tem receio que o amigo diga: ‘Cara, você é um banana? Precisa de um site para conhecer mulher? Deixa que eu te ensino como é que se chega em uma mulher!’ Além disso, de maneira geral, a mulheres entram no site quase todos os dias e os homens só uma ou duas vezes por semana”, conta o diretor do site.

E você já se cadastrou em sites de relacionamento ou apps de paquera? Deu certo? Foi uma roubada? Quer contar sua história, sem se identificar. me envia no suzanicesblog@gmail.com e acompanhe o blog para as futuras matérias sobre o tema e o meu experimento com os apps. Está sendo uma diversão!!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *