Novos caminhos da moda em tempos modernos

Precisamos falar sobre moda, mas não qualquer coisa de moda, algo que faça refletir e buscar novos caminhos afinal a moda é algo cuja engrenagem é movida pela mudança. Dentro deste contexto o Centro Universitário Senac realiza na quarta-feira, 20 de setembro, a mesa-redonda Novos Caminhos da Moda em Tempos Modernos com a participação de Alberto Hiar (da Cavalera) e a estilista Thaís Gusmão.

O objetivo é apresentar a parceria educacional realizada entre a estilista com 20 alunos do Bacharelado em Design de Moda, para a experiência pioneira de criação da CavaLove, uma coleção cápsula, que será produzida e, posteriormente, comercializada nas lojas Cavalera. (Amei o projeto: uma marca consolidada, uma estilista experiente e estudantes de moda criando juntos).

Do croqui à vitrine, é um projeto inédito de cocriação interativa, em que os universitários tiveram a oportunidade de executar todos os processos da criação de uma coleção – da concepção e desenvolvimento de modelos de roupa, pesquisa de tendências e do tema da coleção, definição de cartela de cores, tecidos, aviamentos e estampas, além da modelagem e pilotagem das peças -, sempre com orientação e acompanhamento dos professores do Centro Universitário Senac e da estilista Thais Gusmão.
“Estamos vivendo na era do compartilhamento, e este projeto veio para que pudéssemos trocar e somar nossas experiências. Foi muito enriquecedor, porque, daqui, todos nós vamos levar muitos aprendizados para nossas vidas, em todos os sentidos. Estou muito feliz com o resultado do projeto”, comemora Thais.
A proposta da coleção foi apresentada ao diretor de criação da Cavalera, Alberto Hiar, que participou de reuniões com os universitários, para transmitir as informações necessárias sobre a busca da melhor solução para cada produto, na justa medida entre design e custo.
“Estamos num momento de grandes mudanças de mercado, de comportamento, de mundo. Quando abraçamos este projeto queríamos dar a oportunidade a estes alunos de vivenciar o que está estabelecido para que se crie o novo. Somente conhecendo o que?, como? e o porquê?, poderão saber para onde seguir. Foi muito enriquecedor para Cavalera poder “desafiá-los” mostrando que os obstáculos naturais do mercado podem e devem ser contornados, com foco, determinação e criatividade, para que se alcance o objetivo maior a que se propuseram. E, principalmente, que percebam que quanto mais conhecerem todos os processos de todas as áreas que envolvem uma marca de moda, maior será o sucesso individual e coletivo”, diz Alberto Hiar. (Sou fã dele! Não só pela Cavalera, mas também por seu trabalho a favor do skate como esporte e apoio as cousas de jovens urbanos)
Desde o início, a sustentabilidade também sempre foi uma importante característica do projeto que, a partir da utilização de tecidos de coleções passadas da Cavalera, estimulando a necessária prática de reaproveitamento e valorização de recursos.
“Queríamos utilizar nossos estoques não recontando nossa história, mas como uma oportunidade para que jovens estudantes pudessem criar a partir do que já existe. Sem dúvida, este é um grande desafio neste mercado, de mostrar que é possível com criatividade e vontade, diminuir o impacto do consumo no planeta e gerar desejo. Este foi um dos propósitos da Cavalera neste projeto”, diz Helga Fuchs, consultora de comunicação e novos projetos.
Os alunos participantes do projeto também estarão na mesa-redonda e, quando as peças estiverem à venda nas lojas Cavalera, terão seus nomes nas etiquetas externas.
Esta é mais uma iniciativa do Centro Universitário Senac para envolver os universitários com a realidade da profissão que escolheram, e estimular a criatividade, o empreendedorismo e a inspiração para o desenvolvimento de produtos.
Nas palavras da professora e coordenadora do Bacharelado em Design de Moda – Modelagem, Viviane Torres Kozesinski, a concepção e realização deste projeto impuseram a todos os participantes grandes desafios e responsabilidades. “Nos cursos, fomentamos o estudo, a pesquisa, a prática, a criatividade e a colaboratividade, na busca das melhores soluções, mas tendo em vista projetos hipotéticos, nos quais, erros e acertos fazem parte da aprendizagem”, explica.
Conforme esclarece Viviane, o objetivo do projeto jamais foi desenvolver uma coleção conceitual, quando cada peça seria única, extraordinária e com alto custo, mas, sim, uma coleção comercial, com qualidade de vestibilidade, atratividade e inovação. (Unir conceito em peças comerciais é sempre um grande desafio para quem trabalha na área. As empresas precisam vender e o estilista precisa criar lembrando disto)
A professora acrescenta que é muito mais difícil pensar criativamente diante de uma planilha de custo, mas que o bom designer de moda tem que saber otimizar os seus conhecimentos e recursos, e tornar viável todo e qualquer projeto. “Este foi o grande desafio do projeto, que ainda não acabou. O projeto somente terá um fim quando pudermos ver o público vestindo as peças que foram desenvolvidas de maneira colaborativa nos laboratórios de moda do campus Santo Amaro do Centro Universitário Senac”, argumenta Viviane.
 
Serviço:
Mesa-redonda: Novos Caminhos da Moda em Tempos Modernos
Data: 20 de setembro de 2017
Horário: das 9h30 às 11h30
Local: Centro Universitário Senac – Santo Amaro
Participação gratuita
 
Eu adorei a iniciativa! Se estivesse em São Paulo iria com certeza assistir a mesa-redonda e saber mais detalhes da Cavalove! Parabéns aos envolvidos no projeto. É assim que conseguimos mudar as coisas, de forma colaborativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *