11 de setembro: dezesseis anos depois

11 de setembro de 2001, de repente o mundo assiste aterrorizado o ataque terrorista que destruiu o World Trade Center, um dos cartões postais de New York, matou quase três mil pessoas e foi o maior atentado em solo americano até hoje. O mundo mudou naquele dia! A geopolítica ficou ainda mais complicada, aumentando a guerra ideológica entre Ocidente e Oriente e o aumento considerável de ataques terroristas em diversas partes do mundo e o retorno da xenofobia como uma forma de guerrear contra isto. Será que este é mesmo o caminho ou a xenofobia só aumenta a tensão?

Me lembro onde estava: trabalhando no escritório da assessoria que trabalhava e ficamos todos pasmos quando soubemos da notícia, com a TV ligada aguardando os noticiários. Ninguém entendia muito bem o que estava acontecendo, era algo inimaginável, que parecia coisa de filme, mas era realidade.

Não conheci as Torres Gêmeas – iria para New York em 2000 mas não fui e só fui conhecer a cidade em 2008. Fui no Ground Zero (onde ficava o World Trade Center e que hoje é um memorial para lembrar o 11 de setembro, com imagens fortes do ocorrido, histórias de pessoas que morreram ou que sobreviveram ao ataque).

Mas do que lembrar da tragédia na data, o ideal seria realmente pensarmos o que mudou no mundo de lá pra cá e buscarmos soluções para a paz, pela cultura de paz. Segregação e xenofobia só alimentam ódio e não é de ódio que precisamos. É de amor!!!

Que a data seja momento de reflexão e valorização da vida. Não sou especializada em política, prefiro falar de coisas bonitas e boas da vida, por isto, sigo caminho profissional em estilo de vida, mas este tema mexe com todos nós e quis falar minha opinião sobre.

A foto utilizada é da agência Reuters.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *